logotipo Melhor do Vôlei
Seleção

Autor Júnior Barbosa Data 01/06/2022 16:44

Adriano encara o Japão de olho nas oportunidades do novo ciclo olímpico

Capa da notícia - Adriano encara o Japão de olho nas oportunidades do novo ciclo olímpico
Adriano em ação no Sul-Americano adulto de 2021 (Foto: William Lucas/Inovafoto/CBV)
Aos 20 anos, o ponteiro Adriano é o caçula do grupo convocado pelo técnico da seleção masculina Renan Dal Zotto. Apesar da pouca idade, já coleciona títulos. Em setembro de 2021, em sua primeira experiência no time principal, foi campeão sul-americano. Em dezembro, com o time sub-23, veio a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos da Juventude, em Cali (COL). Neste início de ciclo olímpico, Adriano busca novas oportunidades para brilhar com a camisa do Brasil. Nesta quinta-feira (02.06), ele estará em quadra no primeiro dos dois amistosos preparatórios para a Liga das Nações. A partida é às 21h30, no Ginásio do Sesi Taguatinga, com transmissão do sportv2.
 
“Tenho participado da seleção masculina adulta desde o segundo semestre do ano passado, quando disputei o Sul-Americano também aqui em Brasília. Essa conquista e a dos Jogos Pan-americanos Júnior me deram clareza de que, de fato, estou começando a minha carreira na seleção brasileira”, comemora Adriano. 
 
A motivação de Adriano para os amistosos contra o Japão e para a primeira etapa da Liga das Nações, entre os dias 7 e 12, em Brasília (DF), está logo ao lado: os ídolos que viraram companheiros. 
 
“Este início de ciclo olímpico é tempo de renovação, quero aproveitar esta temporada para evoluir. Trocar o máximo possível com os que estão aqui, como Bruninho, Lucão e Lucarelli, que são campeões olímpicos. Quero assumir minha responsabilidade dentro e fora de quadra, como parte desta seleção. Aproveitar este tempo para alicerçar minha carreira, que está apenas no início. Sei que este será um período muito importante para o meu presente e para o meu futuro”, diz Adriano, que nos Jogos Pan-Americanos Júnior foi eleito o melhor jogador (MVP) e ficou com o prêmio de melhor saque.
 
“Tudo ainda é novo para mim. Tem momentos em que olho ao redor e me dou conta que estou entre alguns dos melhores atletas do mundo. Vejo ao meu lado grande jogadores como o Leal, que é uma referência para mim. Com esses momentos, quero me desenvolver e crescer ainda mais neste grupo”, concluiu o ponteiro.
 
Homenagem 
 
Para marcar os 30 anos da conquista da primeira medalha de ouro do vôlei brasileiro, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) preparou uma homenagem no domingo, dia 5, durante o segundo amistoso entre Brasil x Japão, preparatório para a Liga das Nações. Os uniformes dos jogadores da seleção atual terão nomes e números dos craques de 1992, que a convite da CBV estarão no ginásio Sesi Taguatinga, em Brasília (DF), acompanhando a partida.  
 
Ingressos 
 
 
Tabela de jogos 
 
02.06 (QUINTA-FEIRA) Brasil x Japão, às 21h30, Sesi Taguatinga, no Distrito Federal (DF) – sportv 2
05.06 (DOMINGO) Brasil x Japão, às 10h, Sesi Taguatinga, no Distrito Federal (DF) – Rede Globo 

Confira outras notícias

Apoio

Parceiro