logotipo Melhor do Vôlei
Nacional

Autor Júnior Barbosa Data 01/05/2022 13:16

As análises de Fiat/Gerdau/Minas 3 x 2 Sada Cruzeiro

Capa da notícia - As análises de Fiat/Gerdau/Minas 3 x 2 Sada Cruzeiro
Foto: MTC
A definição do campeão da temporada 21/22 da Superliga masculina 1XBET foi adiada para a próxima semana. Na manhã deste domingo (01.05) o Fiat/Gerdau/Minas (MG) venceu o Sada Cruzeiro (MG) na segunda partida da série final por 3 sets a 2 (21/25, 25/22, 25/22, 21/25 e 18/16), diante de um público de 4652 pessoas no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia. O terceiro e definitivo confronto será no próximo domingo (08.01), às 10h10, no mesmo local, com transmissão da Rede Glodo, sportv 2, Canal Vôlei Brasil (sinal aberto) e Twitch (http://twitch.tv/nahzinhaa). 
 
Em um duelo muito equilibrado, o experiente oposto Leandro Vissotto, de 39 anos, fez a diferença para o Fiat/Gerdau/Minas. Ele foi o maior pontuador do confronto com 31 acertos, e ainda levou o Troféu VivaVôlei de melhor em quadra.
 
“Eu ainda estou vivendo o meu sonho. É muito gratificante eu ainda estar colaborando com a equipe aos 39 anos. A idade é só um número. O importante é a cabeça, a determinação e o trabalho. Fico feliz em ajudar o time, todos tiveram uma participação excelente hoje. Agora é hora de esperar a adrenalina baixar e ver o que precisamos melhorar para conseguir ganhar um time da qualidade do Sada Cruzeiro. Queremos muito este título e hoje demos um passo importante. Semana que vem tem tudo de novo”, comentou Vissotto.
 
O ponteiro Henrique Honorato marcou nove pontos na partida, mas um deles foi fundamental: o bloqueio simples no ataque de Wallace, que poderia deixar o Sada Cruzeiro a um ponto do título. Natural de Campina Grande (PB), Honorato veio para Uberlândia aos dois anos de idade, e foi na cidade que recebeu a partida deste domingo que o ponteiro deu os primeiros passos no voleibol. Os amigos e familiares na arquibancada foram uma motivação extra para o jogador.
 
“Foi muito especial jogar esta partida aqui em Uberlândia, que é a minha casa, pude rever amigos e a minha família. Eu até comecei um pouco mais nervoso por conta disso, mas consegui encontrar mais lucidez ao longo da partida, até ter o sangue frio para aquele bloqueio importante na reta final. A nossa comissão técnica tem muito mérito nisso e eu pude fazer uma boa leitura. Agora já posso dizer que vou reencontrar todo mundo aqui na semana que vem”, disse Honorato.
 
Pelo lado do Sada Cruzeiro, o levantador Fernando Cachopa comentou sobre o resultado do duelo e destacou o equilíbrio em quadra.
 
“Tivemos boas chances no quinto set, e acabamos não aproveitando. A equipe do Minas conseguiu reverter em pontos positivos para eles. Mas foi um jogo muito bom, com os dois times em uma disputa muito acirrada. E o tiebreak é assim, no detalhe. Fico com esse gostinho ruim da derrota, mas ao mesmo tempo feliz de poder participar de mais uma final”, disse Cachopa.

Confira outras notícias

Apoio

Parceiro