logotipo Melhor do Vôlei
Especiais

Autor Júnior Barbosa Data 10/02/2021 07:59

Itambé/Minas mais líder do que nunca

Equipe de BH amplia sequência de vitórias. (
Foto: Orlando Bento/MTC)


Ainda em clima de festa pela conquista do título de bicampeão da Copa Brasil, o Itambé/Minas entrou em quadra nesta terça-feira (9/2) e carimbou a 13ª vitória seguida. Na casa do Osasco São Cristóvão Saúde, a equipe minastenista mostrou porque é líder isolada da Superliga Feminina Banco Brasil 2020/21 e eliminou qualquer chance do adversário, levando a melhor no confronto por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/19 e 25/22. Destaque para a atuação de gala das norte-americanas Danielle Cuttino, que foi a maior pontuadora da partida com 18 acertos, e Megan Easy que anotou 14 pontos.

Eleita a melhor em quadra e dona do troféu VivaVôlei, a oposta Cuttino afirma que, além do adversário paulista, foi preciso vencer o desgaste da intensa sequência de jogos da equipe pela Superliga e pela Copa Brasil. “O time obviamente está cansado, mas conseguimos nos manter focadas, com um alto nível de concentração, e sempre atacando de forma muito agressiva”, destaca Dani.

Com a vitória, o Itambé/Minas se mantém na liderança isolada da Superliga, com 45 pontos, chegando a 15ª vitória em 16 jogos disputados pela liga nacional. O próximo compromisso da equipe será contra o Sesi Vôlei Bauru, adversário que foi superado na semifinal da Copa Brasil, no último fim de semana, por 3 sets a 1. O confronto pela Superliga será na Arena Minas Tênis Clube, no próximo sábado (13/2), às 21h30, com transmissão ao vivo pelos canais Sportv.

O jogo

As equipes entraram em quadra com força máxima, mas o início do confronto foi melhor para as donas da casa. Em um duelo onde cada detalhe é importante, o técnico Nicola Negro não hesitou em fazer o primeiro pedido de tempo para organizar a recepção e o bloqueio minastenista. De volta aos trilhos, o embalado Itambé/Minas mostrou porque está há 13 jogos sem perder e virou a primeira parcial, em 25 a 20.

O segundo set tinha toda pinta de que seria mais equilibrado, com as equipes trocando pontos e sem dar espaço para nenhum dos lados abrir vantagem. Porém, no momento decisivo da parcial, o time minastenista assumiu o controle do jogo e fez 25 a 19 no Osasco, comandado pelo assistente técnico Jefferson Arosti que substituiu Luizomar de Moura. O treinador da equipe paulista deixou a UTI nesta terça-feira e se recupera de complicações da Covid-19.

A única alternativa para a equipe da casa era entrar com tudo no terceiro set, mas do lado do Itambé/Minas as duas norte-americanas estavam inspiradas. A oposta Danielle Cuttino e a ponteira Megan Easy conduziram o ataque minastenista e chamaram a responsabilidade no momento crucial do jogo. Nem mesmo os dois pedidos de tempo do Osasco nos pontos finais foram suficientes para evitar a vitória azul e branca, por 25 a 22.

Ficha técnica

Itambé/Minas: Macrís, Dani Cuttino, Pri Daroit, Megan, Thaisa, Carol Gattaz e Léia (líbero). Entraram: Camila Mesquita, Pri Heldes e Kasiely. Técnico: Nicola Negro.

Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta, Tandara, Jaqueline, Tainara, Bia, Mayany e Camila Brait (líbero). Técnico: Jefferson Arosti.

Confira outras notícias

Apoio

Parceiro