logotipo Melhor do Vôlei
Nacional

Autor Júnior Barbosa Data 02/11/2021 09:34

Moda Busque comemora acesso à Superliga B

Capa da notícia - Moda Busque comemora acesso à Superliga B
Foto: Daniel Mafra
A Superliga C 2021 feminina de voleibol já tem o primeiro clube com o acesso à divisão seguinte garantido. No último sábado (30.10), em Brusque (SC), a equipe da casa, Abel/Moda Brusque (SC), levou a melhor sobre o Itajaí Vôlei (SC) por 3 sets a 0 (25/13, 25/12 e 25/19) para ficar com a melhor campanha da sede no interior catarinense.
 
A equipe, comandada pelo experiente técnico Maurício Thomas, conseguiu a classificação à Superliga B 2022 com uma campanha invicta: quatro vitórias em quatro partidas. Para o treinador, a conquista da vaga na divisão seguinte é uma grande façanha, e que para a temporada seguinte o plano é estruturar ainda mais o projeto.
 
“Nosso primeiro passo foi dado. Montamos uma equipe competitiva e conseguimos a classificação para a Superliga B logo na primeira tentativa. Nosso projeto é sólido, com mais de dez anos desenvolvendo as categorias de base. Agora queremos evoluir aos poucos, com consciência, nos estruturar ainda mais e fazer um grande campeonato na Superliga B”, contou Maurício Thomas que tem passagens pelas seleções de base do Brasil e grandes clubes do voleibol nacional.
 
O técnico ainda destacou o apoio da torcida local que incentivou o time o tempo todo e abraçou o projeto e as atletas.
 
“A cidade de Brusque está em festa. O carinho deles conosco é enorme. Nosso trabalho foi duro, mas trouxe esse apoio. Aproximamos nosso projeto às atletas, temos um nome importante no elenco que é a Sassá (campeã olímpica em 2008), com jogadoras deste nível, fora dos grandes centros, dá maior visibilidade para o voleibol aqui. Temos alcance em outros municípios da região e a presença de alguém como a Sassá fez muita diferença, as crianças se espelham nela”, disse Thomas.
 
Destaque do time dentro e fora de quadra, Sassá contou sobre a experiência em Brusque e agradeceu o carinho recebido pela cidade e torcedores do clube.
 
“Só tenho a agradecer. Todo o time merece elogios pela determinação, comprometimento, dedicação e contribuição para o êxito final. Me motiva demais essa troca de experiências com atletas mais jovens que estão começando a trilhar uma carreira no voleibol, e fazer parte deste processo é gratificante. O Maurício foi um dos meus primeiros treinadores quando me tornei profissional e poder trabalhar novamente com ele foi incrível. Nós fomos muito bem acolhidas em Brusque, e ter a oportunidade de retribuir isso alcançando o objetivo é algo especial”, comentou Sassá.
 
Na temporada 2022 a Superliga B, em ambos os gêneros, terá a participação de 10 clubes. No feminino, quatro vagas serão preenchidas por equipes que subirem da Superliga C, enquanto no masculino o número sobe para cinco. Além de Brusque, Sorocaba (SP), Taubaté (SP) e Contagem (MG) recebem a disputa entre as mulheres. No masculino a competição será em Campo Grande (MS), Fortaleza (CE), Suzano (SP), Teófilo Otoni (MG) e Timbó (SC).

Confira outras notícias

Apoio

Parceiro