logotipo Melhor do Vôlei
Especiais

Autor Júnior Barbosa Data 13/11/2020 09:35

Osasco recebe Fluminense nesta sexta-feira (13)

Paulistas venceram na estreia da Superliga. (
Foto: Guilherme Becker)


Disposto a não dar chance para o azar nesta sexta-feira 13, o Osasco São Cristóvão Saúde estreia em casa na Superliga Banco do Brasil em busca da segunda vitória seguida. A equipe comandada pelo técnico Luizomar recebe o Fluminense, a partir das 21h30, no ginásio José Liberatti, com transmissão do Sportv 2. A partida é válida pela segunda rodada da competição nacional e o time osasquense entra em quadra embalado pela vitória sobre o Curitiba Vôlei, por 3 sets a 1, na abertura da competição, segunda-feira (9), na capital paranaense.

Tão importante quanto os três pontos conquistados em Curitiba, a forma como a vitória foi construída pesa positivamente para Osasco. Tainara jogou com dores em função de uma contratura muscular na região da coluna dorsal, sentida durante o aquecimento. Gabi Cândido passou a semana entre treinos e fisioterapia para se recuperar do estiramento muscular no posterior da coxa esquerda. Jaque não jogou para se recuperar de uma lesão que a incomoda desde as finais do Campeonato Paulista. Por tudo isso, a palavra superação tem sentido especial para o time. “Esse grupo tem muita garra e a entrega em quadra é um dos seus pontos fortes. Foi assim na conquista do título estadual e será assim na Superliga. Já mostramos isso na estreia”, garante a capitã Roberta, eleita a MVP da partida pela torcida em votação nas redes sociais.

Para bater o Fluminense, a expectativa é sacar bem e repetir o desempenho do bloqueio apresentado na estreia. Contra o Curitiba Vôlei, foram 24 pontos marcados nesse fundamento, sem contar as bolas amortecidas pelo paredão osasquense que propiciaram defesas e contra-ataques. “Nós treinamos muito, mas bloquear é uma ação a qual me dedico sempre. Fico feliz por termos ido bem e seguimos trabalhando para nos aperfeiçoar cada vez mais. A Superliga está mais equilibrada a cada ano e não esperamos nenhuma facilidade contra o Fluminense”, explica Bia, maior pontuadora da estreia, ao lado de Tandara, com 18 acertos. Desses 18, a central marcou 9 de bloqueio.

Jogar na sexta-feira 13 não preocupa as atletas do Osasco São Cristóvão Saúde. “Todo atleta tem suas manias. Eu mesma repito sempre o mesmo ritual ao sacar (quica a bola 11 vezes e gira em ambas as mãos antes do saque), mas quanto a superstições como o dia do azar, não acredito. Até porque, vai ser sexta-feira 13 para os dois times. Então, precisamos entrar em quadra concentradas, sem perder o foco no plano tático e dar o nosso máximo para conquistar a segunda vitória seguida na semana de estreia da Superliga”, complementa a oposto Tandara.

Confira outras notícias

Apoio

Parceiro