logotipo Melhor do Vôlei
Especiais

Autor Júnior Barbosa Data 23/02/2019 13:53

Pri Daroit comemora triunfo do Fluminense sobre Curitiba Vôlei

Ponteira recebeu o troféu VivaVôlei. (
Foto: Mailson Santana/FFC)


Nesta sexta-feira (22), o Fluminense conquisto uma importante vitória sobre o Curitiba Vôlei por 3 sets a 0 (25/14, 25/19 e 25/18). A partida, válida pela oitava rodada da Superliga Cimed 2018/2019, teve ainda a volta da líbero Sassá e da central Lara Nobre, após um mês afastadas das quadras por conta de estiramento na coxa. O resultado positivo deixa o Fluminense em oitavo lugar, com 21 pontos, dois a menos que as adversárias da noite, mas mostrou uma equipe com postura diferente dos duelos anteriores.

Pri Daroit, foi eleita a melhor jogadora. "O time entrou focado, a volta da Sassá e da Lara foi muito importante. Espero que seja um recomeço. Todas estão de parabéns e mostraram um jogo que não vinha acontecendo durante a competição. Sabemos da qualidade das outras equipes, mas corrigimos alguns erros e melhoramos bastante".

O jogo:

Tenso, o primeiro set começou com as duas equipes se enfrentando de igual para igual. Com um ritmo parecido, o Fluminense se destacava pelo saque de Pri Daroit, que fazia tudo fluir bem em quadra. Bom também no bloqueio, o Tricolor levava vantagem com a força de Thaisinha, que causava um verdadeiro estrago nas adversárias, e Joyce marcando muito bem. Assim o Time de Guerreiras disparou no marcador e fechou por 25 a 14.

O Curitiba até voltou melhor para o jogo, mas esbarrava na muralha que o Flu: Lara Nobre. Um verdadeiro rally fez o time chegar ao empate (16 a 16) pelas mãos de Joycinha, que levou a plateia ao delírio. E novamente no saque as tricolores viraram o jogo com belos aces. O Curitiba pediu tempo, fez substituições, mas não conseguiu superar o Fluminense, que levou o segundo por 25 a 19.

O terceiro set mostrou que os dois times ainda tinham muito gás e a bola caía nos dois lados da quadra. Novamente prevaleceu o bom saque do Fluminense e o ataque potente de Pri Daroit. O Curitiba mexeu bastante na equipe, tentou melhorar o bloqueio, mas nada funcionava e o time estacionou no placar, enquanto as tricolores se mostravam mais atentas em quadra e, dominando a parcial, fecharam o jogo por 25 a 18.

O Time de Guerreiras tem mais quatro desafios antes dos playoffs. Dia 26 é a vez de enfrentar o Brasília, na casa das rivais, às 19h. Em seguida, dois jogos na Hebraica: dia 8 de março com o São Caetano, às 20h e dia 12 com o Osasco, no mesmo horário. Encerrando o returno, (15/3), a equipe vai até o ginásio Panela de Pressão para encarar o Bauru (ainda sem horário definido).

Fluminense em quadra com: Lara Nobre e Letícia Hage (centrais), Pri Daroit e Thaisinha (ponteiras), Teny (líbero), Joyce (oposta) e Giovana (levantadora). Entraram: Ju Carrijo (levantadora) e Larissa (central). O técnico é Hylmer Dias.

Confira outras notícias

Apoio

Parceiro